Notícias

03/10/2020

Rua Mútua – Retrospectiva Grupo Entre Aspas + Desali

Durante o mês de outubro, a AM Galeria de Arte receberá a exposição individual do artista mineiro Desali, juntamente com a retrospectiva de 14 anos do Grupo Entre Aspas, coletivo de intervenção urbana do qual Desali faz parte. Com o título, Rua Mútua – Retrospectiva Grupo Entre Aspas + Desali, a exposição com curadoria de Manu Grossi, estará aberta para o público entre os dias 3 e 31 de outubro, seguindo os protocolos de segurança através da visitação por agendamento.

Para sua primeira exposição individual na AM Galeria, Desali preparou cerca de 30 pinturas em técnicas variadas, além de uma grande instalação de desenhos feitos sobre jornal. A exposição contará com obras de todas as técnicas utilizadas pelo artista, como pinturas em acrílica sobre madeira, pintura em técnica mista e aguadas, bem como fotografias, vídeos, desenhos, instalações e objetos. Abordando temas como o cotidiano na periferia e a realidade dos jovens negros no Brasil, Desali propõe uma narrativa sobre o presente, pautada pela exclusão social e a segregação dos espaços urbanos nas grandes cidades.

Paralelamente, Desali e o Grupo Entre Aspas apresentam 100 fotografias das ações urbanas realizadas pelo coletivo durante 14 anos de existência, além de uma instalação com múltiplas projeções e uma ação construtiva escultórica com terra e outros objetos encontrados na rua. “É muito simbólico trazer o Entre Aspas, um grupo de ação urbana, que se apropria do lixo e do descartado para dentro do espaço privado em tempos de pandemia, reclusão e isolamento”, afirma Manu Grossi, curadora da exposição.

Com obras compostas por uma matéria física e simbólica que, segundo seus realizadores ocorre na cidade de forma efêmera e escultórica, a exposição se destaca por um repertório que, segundo Angela Martins, diretora da AM Galeria, condiz com o que há de melhor no contexto artístico atual. Para Manu Grossi, os fatores pandemia, isolamento e quarentena, trazem uma reflexão justamente sobre a impossibilidade de acontecer e de estar na rua, trazendo para dentro da galeria com diferentes linguagens, um pouco da história de Desali e do Grupo Entre Aspas.