Notícias

L2
28/09/2017

Luiz Lemos, nova artista representado pela AM Galeria

O artista Luiz Lemos (1987) trabalha a construção de Texto-Imagem a partir da repetição de elementos visuais em diferentes combinações somadas a letras e símbolos gráficos.Elenca como preferência para construir as pinturas elementos da comunicação (letras, balões de quadrinhos, símbolos gráficos) e da comunicação urbana (como sprays de grafites e pixos, superposição de pinturas, estampas e sujeiras). Ambas as possibilidades de comunicação convivem em grandes cidades e, simultaneamente, disputam espaço em um diálogo frequente que cria as mais variadas situações. Busca trazer estes embates para as pinturas.Usa o erro como camada de significado – o acaso sem interferência como proposição estética. Dialogando com o previamente planejado, o erro protagoniza outro embate comum à cidade: a falta de planejamento. Nos quadros, por vezes, evidencia o erro, o gesto sem correção e as camadas de tinta como forma de histórico do que aconteceu durante o processo de criação. Tal qual um prédio tosco ao lado de uma casa nova: ambos ganham destaque. As possibilidades geradas entre o confronto de letras empregadas pelas formas de comunicação e elementos pictóricos regem o desenvolvimento das suas pinturas e, assim como na cidade, o erro, o recorte do discurso e o confronto de ideias estão sempre presentes. Exagera o Texto, insere letras desconexas na imagem e abre as possibilidades de interpretação. As letras se repetem assim como os símbolos selecionados, os materiais empregados e as formas realizadas.