Maria Helena Andrés

Maria Helena Andrés, artista plástica, escritora e arte-educadora, nasceu em Belo Horizonte em 1922. Iniciou sua formação artística nos anos 1940, estudando com Carlos Chambelland no Rio de Janeiro, com Alberto da Veiga Guignard em Belo Horizonte e, nos anos 1960, com Theodoros Stamos em Nova York. Lecionou desenho e pintura na Escola Guignard, tendo sido sua diretora em 1965.

A partir dos anos 1970, iniciou os trabalhos de integração cultural entre o Oriente e o Ocidente. Realizou várias viagens à Índia, onde participou de seminários e festivais de arte, proferiu palestras e iniciou estudos comparativos entre o Brasil e a Índia. Na década de 1990, integrou o corpo docente da Universidade Holística Internacional de Brasília, onde ministrou vários workshops para o Curso de Formação Holística de Base.

A partir da década de 1940 participou de vários Salões de Belas Artes. Em Belo Horizonte recebeu Prêmios de Desenho no IV, V, XIV, XV e XVII Salões de Belas Artes (1943, 1944, 1959, 1960 e 1962), Menção Honrosa no VI Salão de Belas Artes (1945) e Grande Prêmio do Salão do Estado de Minas Gerais (1950). No Rio de Janeiro foi contemplada com Menção Honrosa nos XLIX e LII Salões Nacionais de Belas Artes (1943 e 1948), Medalha de Bronze no LVI Salão Nacional de Belas Artes (1951), Certificado de Isenção de Júri no I Salão Nacional de Arte Moderna (1952), e Prêmio de Aquisição nos II e VII Salões Nacionais de Arte Moderna (1953 e 1958). Participou de várias Bienais Internacionais de São Paulo: I, II, III, V, VI (Certificado de Isenção de Júri), VII, IX, XII (Sala Especial – Arte construída) e XX (Sala Especial – Pintura Abstrata - Efeito Bienal – 1954-1963). Ao longo de sua trajetória artística realizou várias exposições individuais e coletivas, no Brasil, nos EUA, na Europa e na América Latina, entre outras, Dimensions of Constructive Art in Brazil – The Adolpho Leirner Collection, no MFAH (The Museum of Fine Arts, Houston), em Houston, Texas (EUA). Realizou quatro exposições retrospectivas em Belo Horizonte: Maria Helena Andrés, no Museu de Arte de Belo Horizonte (1959), Três Décadas de Maria Helena Andrés, no Museu de Arte da Pampulha (1974), Maria Helena Andrés: 1944-1994 (1994) e Maria Helena Andrés: Linha e Gesto (2009), no Palácio das Artes.

Possui obras nos seguintes acervos públicos nacionais: Museu de Arte da Pampulha, Museu Mineiro, Prédio Júlio Soares (Cemig); Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Clóvis Salgado, Escola Municipal Herbert José de Souza, e Escola Municipal Adauto Lúcio Cardoso, em Belo Horizonte; Ermida do Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté (MG); Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins (MG); Prefeitura da Cidade de São Paulo, Museu de Arte Moderna de São Paulo, e Museu de Arte Contemporânea da USP, em São Paulo; Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu Nacional de Belas Artes e Igreja Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro; e Fundação Cidade da Paz, em Brasília. No exterior suas obras se encontram nos seguintes museus e coleções: The Phillips Collection e Brazilian American Cultural Institute, em Washington DC (EUA), The Museum of Fine Arts, Houston (MFAH), em Houston, no Texas (EUA), New Mexico Museum of Art, em Santa Fé, Novo México (EUA), e no Institut Valencià d’Art Modern, em Valência (Espanha).

Publicou os livros: Vivência e Arte, Rio de Janeiro, Livraria Agir Editora (1966); Os Caminhos da Arte, Petrópolis, Vozes (1977) e Belo Horizonte, Editora C/Arte (2000 e 2015); Oriente-Ocidente – Integração de Culturas, Belo Horizonte, Morrison Knudsen, (1984); Encontro com Mestres no Oriente, Belo Horizonte, LuzAzul (1993); Maria Helena Andrés – Depoimentos, Belo Horizonte, C/Arte - Coleção Circuito Atelier (1998) e Maria Helena Andrés, Belo Horizonte, C/Arte (2004).

Em 2005 foi criado o Instituto Maria Helena Andrés (IMHA) em Entre Rios de Minas, hoje com sede no Condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho. O Instituto tem como objetivo catalogar, conservar e divulgar a obra da artista, além de promover ações e intercâmbios culturais no Brasil e no exterior.

Desde 2009, Maria Helena mantém semanalmente dois blogs na internet: www.mariahelenaandres.blogspot.com e www.memoriaseviagensmha.blogspot.com

1922– Nasce em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

1938– Estuda com Carlos Chambelland, no Rio de Janeiro.

1947– Casa-se com o médico Luiz Andrés Ribeiro de Oliveira, com quem teve 6 filhos.

1944 a 1947– Estuda com Alberto da Veiga Guignard e Edith Bhering no Instituto de Belas Artes, em Belo Horizonte.

1961– Estuda com Theodoros Stamos, no Art Students League of New York.

1943– Prêmio de Desenho e Pastel - IV Salão Municipal de Belas Artes - Belo Horizonte
–Menção Honrosa - XLIX Salão Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro

1944– Prêmio de Desenho V Salão Municipal de Belas Artes – Belo Horizonte

1945– Menção Honrosa - VI Salão Municipal de Belas Artes - Belo Horizonte

1947– 1ª Exposição Individual - Associação de Cultura Franco-Brasileira - Belo Horizonte

1948– Menção Honrosa - LII Salão Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro

1950– Grande Prêmio - Salão do Estado de Minas Gerais - Belo Horizonte

1951– Medalha de Bronze - LVI Salão Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro
– Participação na I Bienal Internacional de São Paulo

1952– Medalha de Prata - Certificado de Isenção de Júri - I Salão Nacional de Arte Moderna Rio de Janeiro

1953– Prêmio de Aquisição - II Salão Nacional de Arte Moderna - Rio de Janeiro
– Participação na II Bienal Internacional de São Paulo

1955– Participação na III Bienal Internacional de São Paulo

1957– Participação na mostra coletiva itinerante “Artistas Brasileiros”, organizada pelo
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em Montevidéu, Buenos Aires, Santiago,
Lisboa, Madri e Munique (1957 / 59).

1958–Prêmio de Aquisição - VII Salão Nacional de Arte Moderna - Rio de Janeiro

1959– Prêmio de Desenho - XIV Salão Municipal de Belas Artes - Belo Horizonte
– 1ª Retrospectiva - Maria Helena Andrés – Museu de Arte de Belo Horizonte
– Participação na V Bienal Internacional de São Paulo

1960– Prêmio de Desenho - XV Salão Municipal de Belas Artes - Belo Horizonte

1961– Certificado de Isenção de Júri - VI Bienal Internacional de São Paulo

1961/1962– Exposições individuais organizadas nos Estados Unidos pelo Consulado Geral do Brasil e pela Secretaria Geral da Organização dos Estados Americanos em Washington, Nova York, Seattle e Santa Fé.

1962– Prêmio SESC - XVII Salão Municipal de Belas Artes - Belo Horizonte

1963– Participação na VII Bienal Internacional de São Paulo
– Exposições individuais organizadas no Chile pela Embaixada do Brasil, na Galeria de Arte do Centro Brasileiro de Cultura, de Santiago, e Galeria do Centro Chileno - Brasileiro de Cultura, de Valparaíso e Viña del Mar.

1965– Direção da Escola Guignard - Belo Horizonte

1966– Publicação de Vivência e Arte - Livraria Agir Editora - Rio de Janeiro

1967– Exposição no Brazilian American Cultural Institute - Washington DC - EUA
– Participação na IX Bienal Internacional de São Paulo
– Sala Especial - I Salão de Ouro Preto - Reitoria da UFMG - Belo Horizonte
– Exposição na Galerie Valerie Schmidt - Paris

1968– Exposição na Galleria d’Arte della Casa do Brasil - Roma

1969– Exposição na Galeria Copacabana Palace - Rio de Janeiro

1970 – Nesta década realiza projetos para tapeçarias executadas pelo Artesanato Guanabara. O maior conjunto de tapeçarias está exposto na Igreja de Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro.
– 1ª Viagem à Índia

1972– Ilustra O Quinto Lótus, de autoria de Célia Laborne Tavares - Imprensa Oficial de Minas Gerais - Belo Horizonte

1973– Sala Especial - Arte Construída - XII Bienal Internacional de São Paulo – Homenagem - Insígnia da Inconfidência - 21 de abril - Ouro Preto

1974– 2ª Retrospectiva - Três décadas de Maria Helena Andrés - Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte – Prêmio Prefeitura de Belo Horizonte - VI Salão Nacional de Arte da Prefeitura de Belo Horizonte

1977– Publicação da 1ª edição de Os Caminhos da Arte - Editora Vozes - Petrópolis

1978– Homenagem - Sociedade Amigas da Cultura - Belo Horizonte

1978/1979– Reside por um ano no sul da Índia (Bangalore e Chennai). Rukmini Devi, diretora da escola de dança Kalakshetra Foundation, a convida a ministrar um curso de desenho naquela instituição, em Chennai.
Nas décadas de 1980 e 1990, desenvolve trabalhos de integração cultural entre o Oriente e o Ocidente. Realiza várias viagens à Índia, onde participa de seminários e festivais de arte, profere palestras e inicia estudos comparativos entre Brasil e aquele país.

1983– Ilustra Pepedro nos Caminhos da Índia, de autoria de Aparecida Andrés – Editora Civilização Brasileira - Rio de Janeiro
– Palestra - “Brasil e Índia / Semelhanças Culturais” - III Congresso Indo - Português - Panjim - Goa - Índia. Maria Helena é convidada pelo Indian Council for Cultural Relations a apresentar-se também em Chennai, Bangalore e Delhi.
– Palestrante no III Congresso Internacional da Associação Latino-Americana de Estudos Afro-Asiáticos - Faculdade Cândido Mendes - Rio de Janeiro

1984– Publicação do álbum Oriente / Ocidente - Integração de Culturas, patrocinado pela empresa de engenharia Morrison Knudsen
– Realização do painel Energia em Movimento - Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) - Belo Horizonte
– Ilustra Vida Integral, de autoria Célia Laborne Tavares - Imprensa Oficial de Minas Gerais - Belo Horizonte

1985– Realização do painel Plataforma Espacial - Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins - MG

1986–Palestrante no II Congresso de Cultura Afro-Asiática, na Casa de Cultura Japonesa - USP

1987– Homenagem - Medalha do Mérito Alvorada - Brasília
– Ilustra Ondas à Procura do Mar, de autoria de Pierre Weil - Livraria Agir Editora - Rio de Janeiro
– Integra o corpo docente da Universidade Holística Internacional de Brasília. Durante a década de 1990 coordena workshops em vários congressos promovidos por aquela universidade, tendo como roteiro as propostas do seu livro Os Caminhos da Arte.

1988– Ilustra Caminhos de Luz, de autoria Célia Laborne Tavares - Imprensa Oficial de Minas Gerais - Belo Horizonte

1989– Sala Especial - Pintura Abstrata - Efeito Bienal - 1954 - 1963 - XX Bienal Internacional de São Paulo

1990– Realiza sua 1ª série de litografias no atelier de Thaís Helt, em Nova Lima, MG.

1991– Homenagens - Prêmio Mulheres de Minas - Prefeitura de Belo Horizonte
- Medalha de Ouro Santos Dumont - Santos Dumont - MG
– Palestrante no Congresso Internacional Um Novo Olhar na Nova Era - Rio de Janeiro
– Palestrante no II Congresso Holístico Internacional - UFMG - Belo Horizonte

1993– Publicação de Encontro com Mestres no Oriente - Editora LuzAzul - Belo Horizonte
– Palestrante no IV Congresso Holístico Internacional - Salvador - Bahia

1994– 3ª Retrospectiva - Maria Helena Andrés - 1944 - 1994 - Palácio das Artes - Belo Horizonte
– Sala Especial - As Abstrações - Bienal Brasil Séc. XX - Fundação Bienal de São Paulo

1995– Realiza “pinturas coletivas” com pequenos grupos, unindo experiências vivenciadas na Índia com a espontaneidade da arte contemporânea.

1997– Homenagem Filhos Ilustres BH - 100 anos - Fundação Cultural dos Professores do Estado de Minas Gerais - Belo Horizonte

1998– Publicação do livro Maria Helena Andrés - Série “Circuito - Atelier” - Editora C/Arte - Belo Horizonte

2000– Publicação da 2ª edição de Os Caminhos da Arte - Editora C/Arte - Belo Horizonte

2002– Ilustra Rio das Velhas - Memórias e Desafios, de autoria de Marco Antônio Coelho - Ed.Paz e Terra - São Paulo


2004– Publicação do livro Maria Helena Andrés, com texto analítico da historiadora Almerinda Lopes, apresentação do crítico de arte Fernando Cocchiarale e cronologia de Marília Andrés Ribeiro - Editora C/Arte - Belo Horizonte
– Realiza sua primeira série de esculturas a partir de desenhos da década de 1950.

2005– Criação do Instituto Maria Helena Andrés (IMHA), em Entre Rios de Minas, hoje com sede no Condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho. O Instituto tem como objetivo catalogar, conservar e divulgar a obra da artista, além de promover ações e intercâmbios culturais no Brasil e no exterior.
– Ilustra Os Descaminhos do São Francisco, de autoria de Marco Antônio Coelho - Editora Paz e Terra - São Paulo

2007– Participação no grupo de artistas construtivos brasileiros que integra a Coleção Adolpho Leirner, adquirida pelo MFAH (The Museum of Fine Arts, Houston), em Houston, no Texas, EUA.
– Participação na mostra coletiva Dimensions of Constructive Art in Brazil - The Adolpho Leirner Collection, no MFAH, em Houston, Texas, EUA.
– Publicação da 2ª edição de Pepedro nos Caminhos da Índia, da qual participa como ilustradora - Editora C/Arte - Belo Horizonte

2009– Participação na mostra coletiva Dimensions of Constructive Art in Brazil - The Adolpho Leirner Collection, no Haus Konstruktiv, em Zurich, na Suíça.
– 4ª Retrospectiva - Maria Helena Andrés - Linha e Gesto - Galeria Alberto da Veiga Guignard - Palácio das Artes - Belo Horizonte, realizada pelo IMHA (Instituto Maria Helena Andrés).
– A partir deste ano a artista mantém semanalmente dois blogs na internet: www.mariahelenaandres.blogspot.com e www.memoriaseviagensmha.blogspot.com

2011– Ilustra Rio Doce - A Espantosa Evolução de um Vale, de Marco Antônio Coelho - Autêntica Editora Ltda - São Paulo

2015– Participa da exposição Fotografia e Natureza na Lemos de Sá Galeria de Arte, Nova Lima, realizada pelo IMHA (Instituto Maria Helena Andrés)
– Publicação da 3ª edição de Os Caminhos da Arte - Ed. C/Arte - Belo Horizonte
– Exposição - Maria Helena Andrés, Desenhos, Pinturas e Esculturas e Aula Aberta, integrando a programação dos eventos comemorativos dos 70 anos da Escola Guignard/UEMG – Galeria da Escola Guignard - Belo Horizonte
– Aula aberta com Maria Helena Andrés promovida por Priscila Freire e a diretoria da Escola Guignard (UEMG) - Chácara Santa Eulália - Belo Horizonte
– Participa da exposição Caminhos da Índia, com publicações de sua autoria e vídeos sobre sua obra, integrando a II Jornada Internacional de Estudos Indianos, Brasil - Índia:Ideais de Emancipação – Faculdade de Ciências Econômicas (FACE/UFMG) Belo Horizonte


EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS INTERNACIONAIS

 1961/1962 – Exposições organizadas nos Estados Unidos, pelo Consulado Geral do Brasil e pela Secretaria Geral da Organização dos Estados Americanos, em Washington (Pan American Union), Nova York (Galeria Sudamericana), Santa Fé (New Mexico Museum of Art), e Seattle (The Duzanne Gallery)

1963 – Exposições individuais organizadas no Chile, pela Embaixada do Brasil, em Santiago (Galeria de Arte do Centro Brasileiro de Cultura), e Valparaíso (Galeria do Centro Chileno - Brasileiro de Cultura).

1967 – Inter-American Development Bank – Washington DC - EUA
          – Art Gallery of the Brazilian American Cultural Institute Washington DC - EUA
          – Galerie Valerie Schmidt - Paris - França

1968 – Exposição organizada na Itália, pela Embaixada do Brasil, em Roma (Galleria d’Arte della “Casa do Brasil”)

1987 – Casa do Brasil - Madri - Espanha

 

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS BRASIL

 1947 – Associação de Cultura Franco-Brasileira - Belo Horizonte

1953 – Instituto dos Arquitetos de Belo Horizonte
           – Galeria do IBEU (Instituto Brasil-Estados Unidos) - Rio de Janeiro

1955 – Galeria do ICBEU (Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos) - Belo Horizonte

1959 – Museu de Arte de Belo Horizonte Retrospectiva – Maria Helena Andrés

1960 – Piccola Galleria do Instituto Italiano di Cultura - Rio de Janeiro

1962 – Galeria de Arte da FOLHA - São Paulo

1963 – Galeria Grupiara - Belo Horizonte

1965 – Galeria Goeldi - Rio Janeiro

1966 – Galeria Grupiara - Belo Horizonte 

           – Grande Hotel - Ipatinga - MG

1968 – Uberlândia Clube - Uberlândia - MG

1969 – Galeria Copacabana Palace - Rio de Janeiro
           – Galeria Guignard - Belo Horizonte

1970 – Galeria do Hotel Del Rey - Belo Horizonte

1972 – Galeria Artelivro - Belo Horizonte

1974 – Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte Retrospectiva - Três Décadas de Maria Helena Andrés

1981 – Galeria Guignard - Belo Horizonte

1982 – Oscar Seraphico Galeria de Arte - Brasília

1985 – Espaço Cultural Cemig - Belo Horizonte

1988 – Museu da Inconfidência - Ouro Preto - MG

1990 – Pampulha Iate Clube - Belo Horizonte

1991 – Fernando Pedro Escritório de Arte - Belo Horizonte

1992 – Belas Artes Liberdade Galeria - Belo Horizonte

1993 – Belas Artes Liberdade Galeria - Belo Horizonte

1994 – Palácio das Artes - Belo Horizonte Retrospectiva – Maria Helena Andrés: 1944-1994

1995 – Fernando Pedro Escritório de Arte - Belo Horizonte

1998 – Retiro das Pedras - Brumadinho - MG Projeto Circuito Atelier

1999 – Fazenda Luiziânia - Entre Rios de Minas - MG Projeto Circuito Atelier

2000 – Casa de Cultura Professor Wilson Chaves - Nova Lima - MG
            – Solar Grandjean de Montigny - PUC - Rio de Janeiro

2002 – Livraria Spix e Martius - Tiradentes - MG

2004 – Fundação Mineira de Educação e Cultura - Belo Horizonte Maria Helena Andrés

2005 – Léo Bahia Arte Contemporânea - Belo Horizonte Maria Helena Andrés - Desenhos Concretos

2006 – 1º Festival de Inverno - Entre Rios de Minas - MG

2007 – Galeria de Arte Copasa - Belo Horizonte Caminho das Águas

2009 – Palácio das Artes - Belo Horizonte
            – Retrospectiva - Maria Helena Andrés - Linha e Gesto

2011 – Espaço Cultural Plansis - Belo Horizonte

2012 – Galeria Livrobjeto - Belo Horizonte Memórias

2013 – Instituto Maria Helena Andrés - Entre Rios de Minas - MG - Pinturas e Desenhos - Série Figurativa

2015 – Galeria da Escola Guignard / UEMG - Belo Horizonte - Maria Helena Andrés - Desenhos, Pinturas e Esculturas
           – Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG - Belo Horizonte - Caminhos da Índia - Maria Helena Andrés


EXPOSIÇÕES COLETIVAS INTERNACIONAIS

1957 a 1959 – Exposição Itinerante organizada pelo Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em Montevidéu, Buenos Aires, Santiago, Munique, Lisboa e Madri. Artistas Brasileiros

1963 – Embaixada do Brasil - Lagos - Nigéria Brazilian Contemporary Artists

1965 – Exposição organizada pelo Consulado Geral do Brasil,no New Orleans Public Library, em New Orleans, EUA.II Brazilian Contemporary Art Exposition

1966 – IX Bienal do Festival de Artes das Universidades de Kansas,New Jersey, Michigan e Colorado, EUA. Artistas Brasileiros do Estado de Minas Gerais

1967 – Universidade Estadual de Indiana - EUA Grupo Mineiro

1968 – Cité Universitaire - Paris - França - Artistas Brasileiros

1972 – Art Gallery of the Brazilian American Cultural Institute Washington DC - EUA - Artists from Minas Gerais

1987 – Chandigarh Festival - Chandigarh - Índia

2007 – The Museum of Fine Arts, Houston (MFAH) - Houston - EUA - Dimensions of Constructive Art in Brazil - The Adolpho Leirner Collection

2009 – Haus Konstruktiv - Zurich - Suíça - Dimensions of Constructive Art in Brazil - The Adolpho Leirner Collection


EXPOSIÇÕES COLETIVAS BRASIL

1947 – Hotel Financial - Belo Horizonte - Grupo Guignard

1951 – Cultura Francesa - Belo Horizonte

1952 – Instituto dos Arquitetos do Brasil - Belo Horizonte

1960 – 1º Festival de Artes Plásticas Contemporâneas do Rio Grande do Sul - Porto Alegre

1961 – Museu de Arte da Prefeitura de Belo Horizonte - O Artista e o Tema

1962 – Museu de Arte da Prefeitura de Belo Horizonte - O Desenho Brasileiro

1964 – Galeria Copacabana Palace - Rio de Janeiro Artistas Mineiros
           – Galeria Atrium - São Paulo Artistas Mineiros
           – II Congresso Brasileiro de Nefrologia (Reitoria da UFMG) Belo Horizonte - Artistas Mineiros

1966 – Hotel Nacional - Brasília Artistas Mineiros
           – III Festival de Arte (Centro Acadêmico da Escola de Minas e Metalurgia) Ouro Preto - MG

1969 – Museu de Arte Moderna de São Paulo - I Panorama da Arte Atual Brasileira

1970 – Museu de Arte Moderna de São Paulo - II Panorama da Arte Atual Brasileira

1971 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Pinacoteca do Estado de Minas Gerais e Tapeceiros Mineiros
          – V Festival de Inverno da UFMG - Ouro Preto - MG - Artistas Mineiros 60/70

1972 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Geração Guignard

1973 – Galeria Collectio - São Paulo - Arte/Brasil/Hoje: 50 Anos Depois
           – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Tapeçaria do Artesanato Guanabara

1974 – Galeria Grupo B - Rio de Janeiro - Tapeçaria do Artesanato Guanabara
           – Associação Mineira de Imprensa - Belo Horizonte - Artistas Permanentes de Minas Gerais
           – Reitoria da UFMG - Belo Horizonte - Tapeçaria Brasileira

1975 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Mulher - Arte

1976 – Museu de Arte Moderna de São Paulo - VIII Panorama da Arte Atual Brasileira
           – Galeria Oca - Brasília - Tapeçaria do Artesanato Guanabara

1977 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - A Paisagem Mineira

1979 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - VI Salão Global de Inverno - Sala Especial

1981 – Galeria Tear - Rio de Janeiro - Minas Mostra Sua Arte
           – Palácio das Artes - Belo Horizonte - VIII Salão Global de Inverno
           – Itaú Galeria - Belo Horizonte - Exposição de Inauguração

1982 – Palácio das Artes - Belo Horizonte Iluminações
           – Galeria Guignard - Belo Horizonte - Seis Expressões da Arte Mineira: Seis Mulheres

1983 – Telemig - Belo Horizonte - 30 Anos de Arte Mineira

1984 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - A Face do Herói

1985 – Oscar Seraphico Galeria de Arte - Brasília - Artistas Mineiros
           – Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins - MG - Salão da Aeronáutica 1985

1986 – Galeria do Banco do Brasil - Brasília - Caminhos Internos da Arte Mineira: Geração Pós - Guignard

1987 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Encontro com Pasolini

1989 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Caminhos da Liberdade

1991 – II Congresso Holístico Internacional - Belo Horizonte - Sala Especial

1992 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - Ícones da Utopia
           – Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte - Terra-Minas-Terra
           – Pampulha Iate Clube - Belo Horizonte - Maternidade
           – Teatro Nacional - Brasília - Projeto Omame

1993 – Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte - Registros da Índia

1995 – BDMG Cultural - Belo Horizonte - A Cidade e o Artista: Dois Centenários

1996 – Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte - Consolidação da Modernidade em Belo Horizonte
           – Espaço Cultural Bamerindus Seguros - Improviso para Guignard

1997 – Museu Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro - Alunos de Guignard

1998 – Museu de Arte Moderna de São Paulo - Arte Construtiva no Brasil: Coleção Adolpho Leirner

1999 – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - Arte Construtiva no Brasil: Coleção Adolpho Leirner
           – Espaço Cultural Telemar - Belo Horizonte - Quatro Décadas do Desenho em Minas

2001 – Espaço Cultural Telemar - Belo Horizonte - Natureza Morta da Coleção Delcir da Costa

2002 – Palácio das Artes - Belo Horizonte - JK - O Estadista da Modernidade
            – Museu Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro - JK e a Revolução Modernista

2003 – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - Ordem e Liberdade
            – Galeria de Arte Copasa - Belo Horizonte - Mulheres, Memória e Presença Hoje

2008 – Galeria de Arte Copasa - Belo Horizonte - 40 Anos de Travessia

2013 – Museu de Arte da Pampulha - Museu Revelado

2014 – Museu de Arte da Pampulha - O Olhar: do Íntimo ao Relacional

2015 – Lemos de Sá Galeria de Arte - Nova Lima - MG - Fotografia e Natureza
           – Museu de Arte da Pampulha - Sobre o que se desenha


OBRAS EM ACERVOS PÚBLICOS BRASIL

• Museu Mineiro - Belo Horizonte

• Fundação Clóvis Salgado - Belo Horizonte

• Prédio Júlio Soares (Cemig) - Belo Horizonte

• Museu de Arte da Pampulha - Belo Horizonte

• Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte

• Escola Municipal Adauto Lúcio Cardoso - Belo Horizonte

• Escola Municipal Herbert José de Souza - Belo Horizonte

• Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins - MG

• Ermida do Santuário Nossa Senhora da Piedade - Caeté - MG

• Fundação Cidade da Paz - Brasília

• Prefeitura de São Paulo - São Paulo

• Museu de Arte Moderna de São Paulo

• Museu de Arte Contemporânea da USP - São Paulo

• Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

• Museu Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro

• Igreja Nossa Senhora de Copacabana - Rio de Janeiro


EXTERIOR

• The Museum of Fine Arts, Houston (MFAH) - Houston - Texas - EUA

• The Phillips Collection - Washington DC - EUA

• Brazilian American Cultural Institute - Washington DC - EUA

• New Mexico Museum of Art - Santa Fé - Novo México - EUA

• Institut Valencià d’Art Modern - Valência - Espanha

“Uma das pioneiras do Construtivismo em Minas Gerais, integrou, na década de 50, com Mário Silésio, Marília Giannetti Torres e Mary Vieira, o núcleo de artistas mineiros adeptos dessa nova tendência no país. Isto, no mesmo período em que a arte construtiva se consolidava no Rio de Janeiro e em São Paulo, então centros hegemônicos absolutos da cultura brasileira. Se a sincronia de Minas Gerais com as questões de ponta da cultura brasileira do período pode ser mensurada pela obra desses artistas, pelas mesmas razões podemos inscrever Andrés como uma das personagens essenciais de um dos momentos mais ricos, dinâmicos e profícuos da arte brasileira de todos os tempos”. [Fernando Cocchiarale, 2004 ]

 

“Os desenhos fechados, série de quadriláteros enunciados exclusivamente pelas arestas, linhas que se resolvem em ângulos e quadriláteros irregulares, sobrepostos entre si, revelam-se enfim formas retráteis: transpostos para o ferro, as linhas saltam no espaço, volumetrizam-se, despacham-se no espaço abraçando-se ao ar. Na qualidade de esculturas perdem a univocidade permitida por sua leitura no plano de papel. Postos no espaço, passíveis de serem observados a partir de ângulos variáveis, cada único desenho converte-se agora em vários, tanto quanto os pontos de vista de alguém que se desloca ao seu redor. Cada escultura é, portanto, um desenho plural, prova conclusiva do ardil que todo desenho, desde que produzido por mão sábia, traz dentro de si”. [ Agnaldo Farias, 2005 ]