fevereiro/2014

Bicho Estranho
10/02/2014

Exposição de Eduardo Fonseca na AM

De 13 de fevereiro a 15 de março na AM Galeria de Arte – Belo Horizonte/MG.

Clique aqui e veja o evento no Facebook

Arte e política: “Não é nada disso que você está pensando!”

Um apelo político, metafórico e bem-humorado. Isso é o que Eduardo Fonseca preparou para a sua primeira exposição individual em galeria no Brasil, que entra em cartaz no dia 13 de fevereiro, na AM Galeria de Arte, em Belo Horizonte. Intitulada “NÃO É NADA DISSO QUE VOCÊ ESTÁ PENSANDO!”, a mostra é composta por 14 obras, sendo uma delas dividida em dez pequenas pinturas, praticamente todas em óleo sobre tela.

As coloridas e marcantes obras da exposição buscam retratar a situação política atual, sob o ponto de vista de quem procura conhecer as peças do jogo.  Ao aproximar-se dos movimentos de rua e de seus integrantes, Fonseca lida com a crítica ao cenário político-social brasileiro com certa graça. “A meu ver não existe nenhum outro pintor mineiro dessa geração explicitando, de forma tão inteligente, essa inquietação geral com a cidade, com a situação política brasileira e com o mundo atual”, conta Emmanuelle Grossi, diretora artística da AM Galeria de Arte e curadora da exposição. Os quadros tratam de temas cotidianos, presentes em conversas, nas rodas sociais e na mídia, como as manifestações ocorridas no Brasil em 2013, a Copa do Mundo, a  espionagem internacional e a especulação imobiliária.

Sobre o artista
Eduardo Fonseca nasceu em 1984 em Ponte Nova, Minas Gerais. É formado pela Escola de Belas Artes da UFMG e mestre em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Portugal. Durante o tempo em que viveu na Europa, participou de exposições coletivas e fez exposições individuais, sendo a última delas no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que recebeu a mostra “ACORDA!”. Além de intervenções em ambientes diversos, entre os quais a sofisticada boutique Hermès Paris, na capital portuguesa. Também em terras lusas, Eduardo ganhou o prêmio do Com.Arte em 2012, em Cascais. No Brasil, o pintor participou de exposições no Centro Cultural UFMG-BH, no Museu Afro-Brasil, em São Paulo, e recentemente realizou uma grande intervenção no SESC Palladium em Belo Horizonte.